Japão - A Fênix Oriental
14:20 | Author: Luís Fernando
Olá amigos,

Alguém ainda acha que temos dificuldades quanto aos proventos de alimentos necessários para a manutenção e evolução da humanidade?
Se tens dúvida, veja a notícia abaixo... Esses japoneses são muito bons! Não é por acaso que conseguem reconstruir suas cidades das ruínas a cada novo desastre natural.

Fábricas Vegetais Sustentáveis Erguem-se nas Sombras de Fukushima

Abraços e uma ótima tarde/noite de quarta!
Links para esta postagem
Energia Solar
17:32 | Author: Luís Fernando
Olá amigos internautas,

Pesquisas em energias limpas não faltam. No link está a repercussão de uma nova forma de transformar a energia do Sol em energia elétrica.

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=nova-forma-capturar-energia-sol-gera-hidrogenio&id=010115130226&ebol=sim

Abraço a todos!
Links para esta postagem
Nanotecnologia à serviço da despoluição
11:02 | Author: Luís Fernando
Grata notícia recebi esses dias sobre a possibilidade de despoluição utilizando a nanotecnologia.
Isso é um bom sinal de que temos ciência e tecnologia suficientes para retomar o status quo da natureza.

O que está faltando?

Abraço a todos e uma ótima tarde/noite de sexta-feira!

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=nanotecnologia-brasileira-remover-poluentes-radioativos-patente&id=010165130128&ebol=sim
Links para esta postagem
Auto-reflexão
23:22 | Author: Luís Fernando
Não é possível fazer uma revolução no planeta se antes não conseguirmos atingir as personagens principais da vida: as pessoas.
Algo sugestivo nos é oferecido quando lidamos com a dimensão do socialmente justo da sustentabilidade.
Uma justiça perfeita seria aquela onde cada pessoa pode falar abertamente de suas experiências sem medo de julgamentos. Ora bolas, se o maior ícone religioso (e espiritualista) do mundo ocidental, Jesus Cristo, disse que não veio julgar as pessoas, por que ainda achamos que podemos emitir julgamentos?
Há uma obviedade em corrigir atitudes nocivas à boa moral e uma preocupação crescente em criar um ambiente emocional (os amigos espíritas falariam em psicosfera) adequado à criação de gerações mais conscientes de todos os processos nocivos ao planeta.
Entretanto, há complicações de ordem psicológicas que afetam a forma como olhamos a nós mesmo.
Todos estamos em desenvolvimento psíquico: um erro cometido hoje pode ser revisto amanhã para que atitudes negativas não estraguem nosso estado de espírito.
Existem vaidades, orgulhos e outras formas de sentimentos que compartilhamos todos os dias. Eu e qualquer outra pessoa estamos sujeitos a essas emoções negativas. Mas podemos reconhecê-las e colocá-las no lugar certo... abaixo do amor que devemos sentir pela espécie humana.
E quando falo aqui, em amor, não quero trazer a conotação dada pelo deus grego Eros. Falo de um amor fraternal que pode ser dispensado em cada atitude de gentileza que escolhemos realizar em nossas interações sociais.
Assim, proponho uma auto-reflexão, não como instrumento de autocrítica, mas como mediadora de uma consciência mais avançada.
Não sou nenhum santo ou guru espiritual, mas acredito que a única elevação possível do ser humano é a busca constante pela paz interior.

Tenham todos um ótimo domingo!
Links para esta postagem
Aprendiz de Ensino
22:47 | Author: Luís Fernando
Trabalho interdisciplinar de uma amiga... vale a pena ler.

http://aprendizdeensino.blogspot.com.br/

Abraço a todos e um ótimo fim-de-semana!
Links para esta postagem